Thursday, July 12, 2007

Eu acredito...


Às vezes eu passo tanto tempo a olhar-me no espelho que começo a acreditar que a minha alma está do outo lado...

As vezes queria muito que ela lá permanecesse para sempre...

mas não consigo...

Eu ainda acredito e respiro por ti...

Hoje confundi o meu refelexo com a sombra de alguem...

Parece que pedacinnhos de mim estão a caír...

queria voltar a junta-los...mas são tão pequeninos...

Respiro e continuo...

Se eu conseguisse adormecer tudo seria melhor...

Se eu conseguisse tocar-lhe...

mas eu acredito...

às vezes recuso-me a sonhar...

recuso-me a sorrir para o mundo...

tranco a minha alma dentro de mim...

e finjo adormecer...

Nunca pensei sentir-me assim...

parece que nunca me tinha sentido antes...

parece que nunca senti o meu corpo vivo..até agora...

Derrepente o mundo parace tão perfeito...

e até agora era tão imperfeito...

Nunca soube o que era prender-me...

prender-me em ti...

Às vezes queria que me mentisses...

queria acraditar que estou doente...

mas não paro de me questionar se tudo é real...

não consigo distinguir a minha sombra do meu verdadeiro ser...

parece que me perdi...

mas reconheço o lugar onde e encontro...

é um lugar onde tu não estas...

a tua ausência magoa-me tanto...

as tuas palavras frias e distantes deixam-me assim...

vazia...

mas eu fico tão feliz por saber que existe uma pessoa assim como tu no mundo...

tão unica...

tão perfeita...

sorrio quando olho para ti

sorrio cá dentro...

ter-te sem te ter é tão precioso...

que desejava que esses momentos nunca acabassem...

recuso-me a sonhar...mas...

é tão impossivel...

sonto todos os minutos contigo...

sonho...

como seria acariciar o teu rosto...

como seria olha horas e horas nos teus olhos...

eu sei que consegiria passar uma vida a olhar para ti...

adoro-te tanto que chega a ser ridiculo dizer...

que não sei quem és...

apenas sei...

que tudo o queria era ter-te nos meus braçoas...e...

abracar-te...

queria sentir o teu beijo...

apenas por um momento...

e nunca mais apagar o teu sabor...

dechar os olhos e permanecer tua para sempre...

gosto tanto de ti...

que chega a ser perfeito ficar assim...

ficar feliz quando és meigo...

ficar feliz quando me falas...

ficar feliz quando me ouves...

gosto tanto de falar contigo...

falaria contigo por todo o sempre...

e ficaria bem assim..só contigo

ás vezes penso que és tão pouco na minha vida mas tão importante...

representas uns segundos em cada um dos meus dias...

e ás vezes são uns segundos tão tristes...

mas são uns segundos...que é o que realmente me importa

uns segundos em que fazes parte da minha vida...

uns segundos em que sinto que existo na tua vida (ainda que como um horizonte como já o disses-te, mas que sim existo =) )

uns segundos em que ouço tudo o que dizes...

uns segundos em que me sinto tão bem...

já perdi a conta dos dias que passei a pensar em ti

já perdi a noção das horas que passo a imaginar como seria ter um lugar ao teu lado

já perdi a minha vida porque percebi que ela é muito mais agora...

e sim...apesar de chorar...

de sorrir...

e gritar...

de uma forma bastante confusa...

estou bem mais viva agora...

ás vezes tenho medo de petrificar com tanto medo...

mas eu sei que existe algo que me faz encontar o caminho da luz de volta...

e é tão bom pensar em ti...

que tudo á minha volta ganha cor e alento...

tenho medo...

de te falar sobre isto...

dia após dia grita cá dentro...a vontade de te dizer...

como és tanto...apesar de pouco...

de te dizer...por favor dá-me um pouco do teu dia...

dá-me uma palavra...

ficaria tão feliz...

o que para ti é tão pouco...

para mim é tanto...

queria ser tanto para ti...e tão pouco que sou...

queria tanto que percebesses a minha visão do mundo...

não é uma visão comum...

mas é tão simples...

nada na vida é igual...

existem luares mais perfeitos que outros...

existem noites de invernos mais frias que outras...

existem dias mais chuvosos que outros...

existem sorrisos mais alegres que outros

e lágrimas mais sofridas que outras...

e eu?

eu sou um pouco mais azul que tu ou secalhar mais transparente?

não sei...

mas sou diferente... como os caracois são diferentes do cabelo ondulado daquela rapariga...

ou sou diferente como o sorriso daquela criança é em relação ao que ela já foi antes...

serei assim tão diferentes?

estou confusa...

abstraio-me...

sim...olho os passos...

vejo...mas...

não os ouço...

olho para ti...

mas não te consigo ver...

por mais quanto tempo te terei aqui...

a musica não pára...

esta caixinha que encontrei... e...

onde guardei um pouco de tudo o que existe em mim...

tem muito de ti...

estou tão cansada...

mas não me apetece parar...

queria escrever...

escrever...

mas estou tão cansada...

Aqui...

as minhas palavras tocam a tua alma...

Aqui...

eu sou tua...

Aqui...

me confesso...

susurro...

e...

despeço-me...


queria ser tanto...e tão pouco que sou...


Estou cansada...e tenho medo de estar aqui...

está tanto escuro...


5 comments:

Leonor Branco said...

Esta tao triste a tua escrita, tao desesperada. So dor e amargura que ate a mim me entristece. Mas o melhor a fazer e escrever e desabafar as magoas, tal como tu fizeste.
Beijos da tua Leonor, estou aqui para te segurar

Anonymous said...

tá muito bonito...

Paula said...

^^ Nossa... as suas palavras foram os meus pensamentos...

=D Muito lindo o texto... sem dúvida alguma!

Sem mais...

Cristy said...
This comment has been removed by the author.
Cristy said...

Gostava muito de visitar o teu blog, mas não o consigo fazer...
Acretido que teriamos imensas palavras para trocar uma com a outra, uma vez que as minhas palavras fazem parte dos teus pensamentos...
obrigada pelo comentario =)